Heresias do filme "Noé"

Blog de ocristaoantenado :Cristocêntrico, Heresias do filme 'Noé'

ATENÇÃO!!!

 Este filme é uma deturpação absurda da Palavra de Deus!

Fui assistir ontem à noite sua estréia no cinema. Estava muito animado e ansioso em assistí-lo, pois pelo trailer não dá para reparar seu real conteúdo, e achava que seria uma bela adaptação da Bíblia para o cinema, com efeitos especiais e coisas do gênero. Porém, do início ao fim o filme excede em muito a chamada “livre adaptação” para uma verdadeira abominação e desrespeito à Palavra de Deus e às principais religiões monoteístas do planeta (cristianismo e judaísmo). Veremos alguns dos principais pontos, dentre muitos, para justificar minha afirmação: 

  1. Os anjos caídos, que no filme não são chamados de demônios, mas sim, de “guardiões”, ao verem os homens desobedecerem a Deus e serem expulsos do Jardim do Éden, decem do Céu por livre escolha para ajudarem aos homens por pena deles e, por isso são condenados por Deus a ficarem presos na Terra destituídos de luz e com corpos desfigurados, como gigantes de pedra;

  2. Estes chamados “guardiões”, sofrem com as guerras contra os seres humanos que não os compreendem e são expulsos do convívio com os mesmos, passando a viver sós em um território abandonado;

  3. Um destes “guardiões” salva a família de Noé e os leva em segurança para perto da montanha onde vive Matusalém (avô de Noé) solitariamente;

  4. Matusalém, que no filme ajudou os “guadiões” na guerra contra os humanos, tem o respeito dos mesmos e tem poderes “mágicos”;

  5. Matusalém recebe a Noé e lhe dá um chá para beber e com isso Noé tem umas visões ou alucinações e entende que tem que construir a arca;

  6. São os “guardiões” que ajudam em toda a construção da arca e também defendem a família de Noé numa guerra contra um exército de humanos que ao começar a chover tentam tomar a arca;

  7. Os “guardiões” ao serem destruídos pelos humanos, olham para o alto, para o Criador e seus espíritos de “luz” sobem de volta para o Céu;

  8. No filme, Deus não fala claramente com Noé, somente por sonhos, alucinações ou visões, e Noé entende que Deus, muito severamente deseja destruir dodos os seres humanos, inclusive a ele e sua família, somente desejando poupar aos animais;

  9. Então, Noé decide obstinadamente matar os bebês de seu filho Jafé, se nascerem meninas, para sua descendência não se multiplicar;

  10. Só Jafé tinha uma companheira no filme, seus irmãos Cam e Sem, não.

  11. Então, Cam se resente com o pai, por Noé não ter o ajudado a salvar uma mulher que Cam foi buscar no acampamento dos homens, fazendo que Cam ficasse só;

  12. Então, Cam ao ver o líder dos humanos hostis entrar ferido e se esconder na arca, não fala nada com o pai e ainda o alimenta. E ambos tramam o assassinato de Noé;

  13. No fim, Cam não tem coragem de assassinar o pai e Noé mata o intruso;

  14. Ao nascerem duas meninas gêmeas filhas de Jafé, Noé vai matá-las, mas não tem coragem e fala para o Criador que não pode fazer tal coisa;

  15. Quando em terra firme, Noé abençoa o casal e as duas netas com uma pele de cobra “sobrenatural” amarrada em seu braço, remetendo a pele da serpente do Éden.

     

Enfim, eu poderia citar outras aberrações, mas estas bastam para afirmar que este filme é um lixo! É tendencioso em fazer-nos pensar num Deus Criador excessivamente e desproporcionalmente duro, rígido, intransigente, apresentando uma justiça questionável, além de ser ausente, impessoal e sem amor. Apresenta também demônios bondosos e injustiçados pelo Criador, além de homens que podem ter uma bondade própria e que não conseguem cumprir uma ordem dada por Deus, por escolher o amor ao invés da “justiça”, que na verdade é injusta dada por Deus (como é o caso do item 14 descrito acima).

 

Em suma, totalmente antagônico à Bíblia e a sua mensagem!

 

Leia a Bíblia e cultive um relacionamento com o verdadeiro Deus de amor, santo, justo e verdadeiro através da fé no Senhor Jesus Cristo, o Salvador! Livre-se de ser enganado!!!

 

Comece lendo o livro de Gênesis (a história de Noé está em Gênesis 6), e também os Evangelhos no Novo Testamento.

 

FILME LAMENTÁVEL!!!

sexta 04 abril 2014 21:37 , em Apologética


Culto ou circo?

Blog de ocristaoantenado :Cristocêntrico, Culto ou circo?

Os homens parecem nos dizer: “Não há qualquer utilidade em seguirmos o velho método, arrebatando um aqui e outro ali da grande multidão. Queremos um método mais eficaz. Esperar até que as pessoas sejam nascidas de novo e se tornem seguidores de Cristo é um processo demorado. Vamos abolir a separação que existe entre os regenerados e os não-regenerados. Venham à igreja, todos vocês, convertidos ou não-convertidos. Vocês têm bons desejos e boas resoluções: isto é suficiente; não se preocupem com mais nada. É verdade que vocês não crêem no evangelho, mas nós também não cremos nele. Se vocês crêem em alguma coisa, venham. Se vocês não crêem em nada, não se preocupem; a ‘dúvida sincera’ de vocês é muito melhor do que a fé”.Talvez o leitor diga: “Mas ninguém fala desta maneira”. É provável que eles não usem esta linguagem, porem este é o verdadeiro significado do cristianismo de nossos dias. Esta é a tendência de nossa época. Posso justificar a afirmação abrangente que acabei de fazer, utilizando a atitude de certos pastores que estão traindo astuciosamente nosso sagrado evangelho sob o pretexto de adaptá-lo a esta época progressista.O novo método consiste em incorporar o mundo à igreja e, deste modo, incluir grandes áreas em seus limites.

 Por meio de apresentações dramatizadas, os pastores fazem com que as casas de oração se assemelhem a teatros; transformam o culto em shows musicais e os sermões, em arengas políticas ou ensaios filosóficos. Na verdade, eles transformam o templo em teatro e os servos de Deus, em atores cujo objetivo é entreter os homens. Não é verdade que o Dia do Senhor está se tornando, cada vez mais, um dia de recreação e de ociosidade; e a Casa do Senhor, um templo pagão cheio de ídolos ou um clube social onde existe mais entusiasmo por divertimento do que o zelo de Deus?Ai de mim! Os limites estão destruídos, e as paredes, arrasadas; e para muitas pessoas não existe igreja nenhuma, exceto aquela que é uma parte do mundo; e nenhum Deus, exceto aquela força desconhecida por meio da qual operam as forças da natureza. Não me demorarei mais falando a respeito desta proposta tão deplorável.

Texto de C. H. Spurgeon: ( http://pt.wikipedia.org/wiki/Charles_Spurgeon )

sexta 04 outubro 2013 12:13 , em Mensagens e Reflexões


Momento íntimo com Maria e José

Blog de ocristaoantenado :Cristocêntrico, Momento íntimo com Maria e José

Por causa do censo, a família real tem de viajar por cento e vinte e seis quilômetros. José caminha, enquanto Maria, no seu nono mês de gravidez, segue em cima de um burro, sentindo cada solavanco, cada pedra da estrada.

Ao chegar, encontraram a pequena vila de Belém repleta de viajantes. A hospedaria está lotada, havendo até quem se achasse um felizardo por conseguir negociar um espaço no chão. É tarde, todos dormem, não há acomodações.

Mas, felizmente, o dono da hospedaria não é mesquinho. Explica que o estábulo também está lotado com os animais pertencentes aos hóspedes, mas que apesar do pouco espaço haveria maior privacidade lá.

José olha para Maria que está tendo uma contração. “Ficaremos no estábulo”, diz sem hesitar.

Era ainda noite quando José abriu a porta do estábulo, que rangeu caracteristicamente. Ao faze-lo, os animais, assustados com o intruso, reclamam num coro discordante. O mau cheiro era penetrante e úmido, pois se as horas eram insuficientes para o estaladeiro cuidar de seus hóspedes, que dirá dos animais. A luz tremeluzente de uma pequena lamparina, a eles emprestada pelo dono da hospedaria, projeta na parede estranha dança de sombras. Um lugar inquietante para uma mulher prestes a dar a luz. Longe de casa, longe da família. Longe de todas as suas expectativas para quando nascesse seu primeiro filho.

Mas Maria não reclamava de nada. Já é um alívio ter descido do lombo do burro. Encosta-se à parede, sentindo os pés inchados, as costas doerem, e as contrações cada vez mais fortes e mais freqüentes. José corre os olhos pelo estábulo. Não há tempo a perder. Rápido. Uma manjedoura servirá como berço. O feno serviria de travesseiro. Cobertores? Cobertores? Ah, sua manta estaria ótima. Aqueles trapos dependurados ajudariam a enxugar o nenê. Maria se contorce numa contração mais forte e pede a José que providencie um balde de água.

O nascimento não seria nada fácil, nem para a mãe nem para a criança. Todos os privilégios reais terminaram na concepção.

Um grito de dor vindo de Maria interrompe a calma daquela noite silenciosa. José está voltando apressado com água transbordando do balde de madeira. O alto da cabeça já se introduz neste mundo. Gotas de suor caem pelo rosto contorcido de dor de Maria, enquanto José, a parteira mais atípica de toda Judéia, se posta ao lado.

As contrações involuntárias não são suficientes, e Maria tem de ajudar com todas as forças, quase como se Deus estivesse se recusando a vir ao mundo sem a ajuda dela.

José coloca uma manta sobre Maria que, com um último esforço e longo suspiro, termina seu trabalho de parto.

Nasceu o Messias.

Tem a cabeça alongada pelo caminho estreito que atravessou ao nascer. A pele é clara, pois ainda levarão alguns dias até que a pigmentação normal ocorra. Há muito muco nas orelhas e narinas. O líquido amniótico o envolve, deixando-o úmido e escorregadio. O Filho do Deus Supremo está preso pelo cordão umbilical a uma jovem judia.

O bebê está sufocado e tosse. José, instintivamente, vira-o de cabeça para baixo para que se desobstrua a garganta.

Então o nenê chora. Maria oferece o seio ao trêmulo bebê. Acomoda-o em seu peito e aquele choro tão aflito aquieta-se. A cabecinha delicada encosta-se em terreno ainda desconhecido. Será sua primeira lição. Maria pode sentir as batidas rápidas do coraçãozinho, enquanto o bebê tateia á procura do seio para mamar.

O seio de uma jovenzinha alimentando a divindade. Pode algo ser mais enigmático – ou mais profundo?

José senta-se exausto, silencioso e maravilhado.

O bebê termina de mamar, suspira, a Palavra divina reduzida a alguns sons ininteligíveis. Então, pela primeira vez, os olhos se fixam nos de sua mãe. A divindade esforçando-se para focalizar. A LUZ do mundo, envergando-se.

Os olhos de Maria enchem-se de lágrimas. Toca as delicadas mãozinhas. E mãos que um dia esculpiram o mundo enroscam-se nos dedos dela.

Ela olha para José, e através de lágrimas comovidas, suas almas se encontram. José se aproxima mais de sua amada. Cabeças juntas admiram o pequeno Jesus cujos olhinhos pesados começam a fechar-se. Foi um longo dia. O Rei está cansado. Dessa maneira, sem nenhum alarde especial, Deus entrou para o lago morno da humanidade. Sem nenhuma pretensão ou cerimônia.

No lugar em que se poderiam esperar anjos, havia apenas moscas. Onde seriam esperados chefes de estado, havia apenas burros, algumas vacas agitadas, um aglomerado nervoso de carneiros, um camelo preso a uma corda, e um rato de celeiro que olhava curioso e furtivo.

Maria contava apenas com José para consolar-se de suas dores ou para repartir suas alegrias. Havia, é verdade, um coro de anjos anunciando a chegada do Salvador – mas somente para um pequeno grupo de pastores de ovelhas. É verdade também que mais tarde uma estrela magnífica brilhou no céu para assinalar o lugar do nascimento Dele, mas apenas alguns estrangeiros a viram e a seguiram.

Assim, na pequena vila de Belém... numa noite silenciosa... o nascimento real do Filho de Deus, do Salvador de todos aqueles que crêem... aconteceu tão tranqüilamente... enquanto o mundo todo dormia.

(Por Ken Gire)

quarta 14 dezembro 2011 12:52 , em Mensagens e Reflexões


O que é o Evangelho?

Blog de ocristaoantenado :Cristocêntrico, O que é o Evangelho?

"Evangelho sem cruz, sem Cristo...
Evangelho sem sacrifício, sem expiação...
Evangelho sem justificação, sem redenção..."

O quê é isto?

Evangelho é o que não é!

Blog de ocristaoantenado : Cristocêntrico, O que é o Evangelho?

Afinal, Deus nos ama?
Sim.
Deus então nos aceita, não é?
Sim.
Mas tem alguma condição?
Sim.

Qual?
A condição é colocarmos nossa fé em Cristo Jesus.

Tudo bem! Isso é fácil...

Mas que tipo de fé você tem em Cristo?
Há! Cristo era um grande mestre e profeta! Deu-nos o exemplo do amor! Um revolucionário do seu tempo!

Só isso?
Ué! O quê mais ele seria?

Por favor! Atenção!

Cristo quer dizer ungido, o messias prometido no Antigo Testamento. E isso queria dizer o que?

Muito mais do que profeta, muito mais do que um exemplo a seguir, muito mais do que um revolucionário, muito mais que tudo!

Somente reis, sacerdotes e os profetas escolhidos por Deus no Antigo Testamento eram ungidos com óleo para marcar a escolha de Deus e, assim sua unção e autoridade oriundas Dele para determinado serviço ministerial em um tempo determinado por Deus. Mas somente Jesus Cristo reúne todas as características de rei, sacerdote e profeta em uma só pessoa.

Reis dos reis e Senhor dos senhores eternamente!
Nosso Sumo-sacerdote pra sempre, substituindo todos os outros!
Profeta dos profetas, o próprio Deus encarnado falando a nós!

Então, a condição é a seguinte:

Deus nos ama. Pois está escrito: "Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna." (João 3:16).

Mas também está escrito: "Porque o salário do pecado é a morte, mas o dom gratuito de Deus é a vida eterna, por Cristo Jesus nosso Senhor." (Romanos 6:23)

Precisamos entender o plano da salvação! O verdadeiro evangelho pouco pregado em nossos dias!

Pois se diz muito: "Deus te ama!"; "Vinde como estais!"; "Deus quer te abençoar!"; mas como? Dando as costas para nossos pecados e simplesmente nos aceitando como somos e nos abençoando em tudo, porque Ele é só amor?

Irmãos! O Senhor Deus é amor e também justo! Não só amor, mas perfeito em amor e perfeito em justiça!

Por isso Jesus precisou morrer. O Deus encarnado. 100% Deus e 100% homem numa só pessoa. Jesus, único capaz de pagar o alto preço por nossos pecados e assim satisfazer totalmente e eternamente tanto o amor de Deus como a justiça, prerrogativas de um Deus Santo, Justo e Perfeito!

Ou seja, o verdadeiro evangelho deve necessariamente vir acompanhado do amor de Deus sim. Mas, expresso no nascimento, vida, morte e ressurreição de seu Filho, Jesus Cristo, o Cordeiro de Deus que tira o pecado do mundo!

Afinal, como está escrito: "(...) e sem derramamento de sangue não há remissão de pecados." (Hebreus 9:22b)

Então, a condição que precisamos para ir a Deus e sermos aceitos por Deus é crermos em Jesus Cristo como nosso substituto em nossa morte para vivermos Sua vida em nós. Revestidos de Cristo, de Sua justiça, cobertos com Seu sangue que nos purifica de todo o pecado e nos torna justos diante de Deus. Reconciliados com Deus através de Cristo e isso em Sua morte, e morte de cruz.

É por isso que comecei dizendo que evangelho sem cruz, sem Cristo, sem sacrifício, sem expiação, sem justificação, sem redenção é qualquer coisa menos EVANGELHO!

"DISSE JESUS: EU SOU O CAMINHO, A VERDADE E A VIDA. NINGUÉM VEM AO PAI, SENÃO POR MIM." (João 14:6)

Blog de ocristaoantenado : Cristocêntrico, O que é o Evangelho?

segunda 08 julho 2013 20:19 , em Minhas Reflexões


Surpreenda-se com o Evangelho!

Você precisa responder a este convite!

segunda 18 fevereiro 2013 08:04 , em Videos em Destaque


|

Abrir a barra
Fechar a barra

Precisa estar conectado para enviar uma mensagem para ocristaoantenado

Precisa estar conectado para adicionar ocristaoantenado para os seus amigos

 
Criar um blog